12 anos de Bitcoin: o que você precisa saber

Compartilhe esse post

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

O dia 3 de janeiro de 2009 marcou o início da rede bitcoin. Hoje, completando 12 anos de Bitcoin, ainda tem muita gente com medo de acrescentar o ativo no portfólio de investimentos (e perdendo uma grande oportunidade com isso).

Nesse artigo, você saberá:

O que é, exatamente, o Bitcoin?

O Bitcoin é uma moeda digital criada por meio de criptografia. Sua transação utiliza um código complexo, inalterável, protegido por criptografia (daí vem o nome criptomoeda).

Essas transações são ultra protegidas e registradas em um banco de dados chamado “blockchain”, que é como um livro-razão que registra todas as operações. Cada transação é validada por um grupo de pessoas (os mineradores) por meio de computadores que gravam essas operações em blockchain.

É também através do processo de mineração que novos bitcoins são criados, através da validação das operações pelos mineradores. Nesse processo, são completados os “blocos” do sistema, e a cada bloco terminado, os mineradores recebem uma fração desses novos bitcoins.

Por que o Bitcoin vale tanto?

Hoje, dia 4 de janeiro de 2021, a cotação do Bitcoin está em R$163.399,89. Por ser uma moeda digital, o Bitcoin pode ser negociado em pequenas frações, sendo sua menor unidade chamada de Satochi, o qual representa 0,00000001 bitcoin (ou um centésimo de milionésimo de bitcoin).

Alguns fatores que contribuem para a alta valorização do Bitcoin hoje em dia são:

Limite de Bitcoins

Desde o momento de sua criação, foi estipulado um número limite de Bitcoins que poderiam ser minerados. Estima-se que esse limite máximo seja de 21 milhões de Bitcoins, e que o ano de 2140 será o ano em que o último Bitcoin será minerado.

Por conta dessa quantidade limitada é que o Bitcoin é tido como o “ouro digital”, já que sua quantidade limitada funciona como um lastro para o valor da moeda.

Lei da oferta e procura

Assim como tudo no sistema capitalista, o valor do Bitcoin está sujeito à variar de acordo com a lei da oferta e procura. Afinal, quanto mais pessoas estão comprando as criptomoedas, mais alto será o valor delas – sendo o contrário também verdadeiro.

Em épocas de instabilidade econômica mundial, tal como foi o ano de 2020, quando tantas moedas sofreram uma desvalorização avassaladora, o Bitcon é inclusive utilizado como uma forma de proteção de ativo.

 

Aceitação do mercado

No começo da existência do bitcoin, a moeda era vista com muita desconfiança pela falta de compreensão do que se tratava. Com isso, sua aceitação no mercado era muito baixa, e a moeda, pouco conhecida e utilizada.

Entretanto, com o passar dos anos, o bitcoin vem sendo aceito como forma de pagamento não só no meio digital, mas também em estabelecimentos físicos.

Foi o caso da Venezuela, que passou a ter diversos estabelecimentos físicos aceitando o bitcoin como forma de pagamento, já que a moeda do próprio país estava extremamente desvalorizada.

Além disso, a moeda vem chamando atenção de vários investidores, passando a se tornar um ingrediente fundamental nas estratégias de diversificação de investimentos.

Investir em Bitcoin ainda é difícil e arriscado?

Com o aumento da popularidade e procura pelo Bitcoin, diversas plataformas de exchange (corretoras) foram criadas especificamente para a compra e venda de criptomoedas. Algumas das mais conhecidas são a Binance, Bitmex ou Mercado Bitcoin.

Ainda assim, comprar Bitcoins não significa necessariamente que você está investindo em Bitcoins. Isso porque, assim como no mercado de ações, o processo de compra e vendas de um ativo precisa ser feita com cautela, muito estudo e conhecimento.

Somente assim é possível compensar os riscos de se estar investindo em uma renda variável, maximizando seus rendimentos através de uma boa estratégia.

Como usar a tecnologia na sua estratégia de investimentos?

Mas ainda bem que já estamos em 2021, e com isso, contar com tecnologias que auxiliam inclusive nesses processos mais complicados. Já existem inclusive aplicativos que podem se conectar à sua carteira da corretora com o objetivo de automatizar o processo de compra e venda de criptoativos.

É o caso da Yappi, um app que faz exatamente isso: realizar trades (comprar e vender bitcoins) por você 24 horas por dia, automaticamente (ou seja, ele funciona inclusive enquanto você está dormindo!).

O app funciona através de um sistema programado com as melhores estratégias, desenvolvidas, testadas e aprovadas por especialistas da área. Todo o trabalho que o investidor tem é o de criar uma conta na corretora e no aplicativo. Nada mais.

O app está disponível para download para IOS e Android. Agende uma conversa com nossos especialistas pelo Whatsapp e conheça mais sobre nossa empresa.

Com isso e com a constante valorização da moeda digital nos últimos tempos, fica difícil não acrescentar o Bitcoin no seu portfólio de investimentos.

 

Leia também:

Compartilhe esse post

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Assine nossa newsletter

Fique por dentro das novidades do mundo cripto e outros investimentos.