Como começar a investir em Bitcoin? 4 dicas para quem ainda tem medo

Compartilhe esse post

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Certamente você deve estar ouvindo falar muito mais sobre Bitcoin depois da alta histórica que o ativo atingiu no final de 2020. Se isso deixou você com muita vontade de começar a investir em bitcoin, mas ainda tem receio por não entender direito como a coisa funciona, esse artigo será um bom começo.

Nesse artigo a gente vai te dar 4 dicas importantes para começar e perder o medo de investir em Bitcoin.

#1 – Investimento mínimo

Muita gente acha que para investir em Bitcoin é preciso ter muito dinheiro, afinal, o valor de 1 bitcoin hoje está por volta de R$195.000. Mas por se tratar de um ativo fracionado, você pode comprar pequenas frações de bitcoin.

A menor unidade do bitcoin se chama satoshi (uma homenagem ao seu misterioso criador, Satoshi Nakamoto). Um satoshi é equivalente à 0,00000001 BTC (unidade do bitcoin). Fazendo as contas, se 1 BTC custa cerca de R$195.000, então 1 satoshi estaria custando cerca de R$0,00195.

É claro que essa informação é mais a título de curiosidade, pois o que realmente vai ditar o valor mínimo para se investir em bitcoin é o valor estipulado pelas exchanges (corretoras onde você compra e vende bitcoin). Cada exchange possui suas próprias regras de valores mínimos, mas apenas para citar um valor médio, com apenas R$50 já é possível iniciar sua experiência no mundo do Bitcoin.

#2 – Liquidez

Falar sobre liquidez no mercado de criptomoedas é falar sobre a fama e volume de transações de cada ativo. Isso porque não existe uma data específica para pagamento de dividendos ou para realizar a venda das suas moedas. Tudo depende se haverá alguém que esteja vendendo quando você quer comprar, ou comprando quando você quer vender.

O mercado de Bitcoin possui uma volatilidade e volume de transações muito grande, o que faz com que a todo momento exista alguém comprando ou vendendo a criptomoeda. Mas esse não é o caso para todas as criptomoedas, pois nem todas são tão conhecidas e negociadas quanto o Bitcoin.

É o caso das criptomoedas criadas mais recentemente, onde existe uma dificuldade maior no processo de compra e venda justamente por ainda não serem tão conhecidas e não haverem muitos investidores realizando transações com elas.

Além do Bitcoin, podemos citar como criptomoedas mais antigas e conhecidas o Ethereum, Ripple, Litecoin, Tether e muitas outras.

#3 – Lucrando com criptomoedas: Buy and hold, Day trade e Swing trade

Existem diferentes formas de se obter lucro (ou rendimento) com criptomoedas. O mais comum é você comprar o ativo por um determinado valor, esperar ele se valorizar, vender por um preço maior e lucrar a diferença.

Mas dependendo do tempo de espera entre a compra e a venda temos estratégias com nomes e regras diferentes.

No buy and hold, por exemplo, você fica com a cripto em sua carteira por um bom tempo, anos até que ela se valorize e você possa vendê-la por um preço bem maior do que quando a adquiriu. Nesse tipo de investimento são consideradas análises mais fundamentalistas, isso é, que analisam o cenário do mercado perante a sociedade, sua aceitação, estabilização, etc.

Já o day trade, onde o investidor (ou trader) realiza a compra e venda do ativo diariamente, depende muito mais de uma análise técnica para a tomada de boas decisões lucrativas. A estratégia para esse tipo de investimento segue a análise técnica, que é um estudo dos gráficos, indicadores e fórmulas matemáticas para identificar os melhores momentos de compra e venda da criptomoeda.

O swing trade é semelhante ao day trade, porém, o investidor espera alguns dias até realizar a venda do ativo.

#4 – Como automatizar seus lucros

Como a análise técnica é feita por meio de cálculos matemáticos, é possível transformá-las em códigos para criar programas que realizem esse processo de compra e venda de criptomoedas automaticamente (e sempre buscando os melhores lucros).

É o caso da Yappi, um software programado com estratégias desenvolvidas por um grupo de especialistas que automatiza a compra e venda de criptomoedas do investidor. Tudo o que ele precisa fazer é baixar o aplicativo e conectar sua carteira de criptomoedas para que essa estratégia busque os melhores lucros.

Dentro os benefícios de se utilizar um software para automatizar a compra e venda de criptomoedas temos:

  • Funcionamento 24 horas por dia (enquanto um humano precisa parar para comer, dormir, trabalhar… enfim, viver);
  • Precisão matemática sem interferência psicológica (um dos maiores problemas enfrentados pelos traders, que acabam tomando decisões ruins e perdendo dinheiro por conta da ansiedade, dúvida e erros de estratégia);
  • Falta de conhecimento para criar boas estratégias (afinal, é preciso ter muito conhecimento e anos de experiência para ter bons resultados).

Dessa forma, principalmente para aqueles que estão começando no mundo dos investimentos em criptomoedas, utilizar um software que automatize seus investimentos torna tudo muito mais fácil e seguro.

Mas cuidado: sempre pesquise muito bem antes de utilizar softwares desse tipo. Busque empresas de confiança, com equipe especializada e seriedade com o cliente. Duvide de empresas que prometem lucros exorbitantes, ganho fácil e retorno 100% garantido, pois ainda estamos falando de um investimento em renda variável. Dessa forma, eventuais meses de baixa podem vir a ocorrer, por melhor que seja a estratégia programada no software.

Leia também:

Compartilhe esse post

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Assine nossa newsletter

Fique por dentro das novidades do mundo cripto e outros investimentos.